Sistema Respiratório


Sistema respiratório: realização das trocas gasosas


Função

O sistema respiratório tem como principal função realizar a troca gasosa, ou seja, levar oxigénio (O2) às células e eliminar o dióxido de carbono (CO2) produzido por elas.

Características e funcionamento do sistema respiratório

A maioria das células de nosso corpo utilizam O2 na realização de suas funções metabólicas, este processo tem como resultado final a libertação de CO2. O excesso de dióxido de carbono tem efeito tóxico em nosso corpo, por esta razão, deve ser eliminado. Isto é feito de forma rápida e eficiente pelo sistema respiratório.

Desta forma, o sistema respiratório ajuda a controlar o pH do sangue, ou seja, sua acidez. Também é o responsável por nosso olfacto, por filtrar o ar que inspiramos, por aquecer e humedecer o ar inspirado, pela retirada de água e calor do organismo e também pela produção de sons.

Importância

Este sistema tão importante e vital ao nosso corpo é constituído pelos seguintes órgãos: nariz (responsável por captar, filtrar e humedecer o ar inspirado), faringe (o ar segue por ela, após passar pelo nariz), laringe (retém as partículas de pó que passaram pela filtragem do nariz), traqueia (leva o oxigénio para os brônquios), brônquios (dois ductos curtos que entram nos pulmões e, dentro deles, dividem-se várias vezes até ficarem microscópicos, quando serão chamados de bronquíolos) e, finalmente, os alvéolos pulmonares (onde ocorre a troca de gases).

Problemas respiratórios

Problemas respiratórios e respirações mal realizadas levam pouca quantidade de oxigénio às células e, consequentemente, aumentam a quantidade de radicais livres dentro das mesmas, isto provoca uma aceleração no envelhecimento celular e até o desenvolvimento de câncer. Já uma respiração bem realizada traz inúmeros benefícios, além de ser capaz de retardar o processo de envelhecimento.


Fonte: Toda Biologia.com

::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!