Nistagmo, olhos dançantes


Movimentos dos olhos para lá e para cá; movimentos involuntários dos olhos; movimentos rápidos dos olhos de lado a lado; movimentos descontrolados dos olhos; movimentos incontroláveis dos olhos.

Um termo para descrever os movimentos involuntários rápidos dos olhos pode ser:

  • De lado a lado (nistagmo horizontal)

  • Para cima e para baixo (nistagmo vertical)

  • Rotativo (nistagmo de torção ou rotativo)

Dependendo da causa, estes movimentos podem ser em ambos os olhos ou apenas num olho. O termo "olhos dançantes" tem sido usado para descrever o nistagmo.

Considerações gerais

Os movimentos oculares involuntários do nistagmo são causados por disfunções nas áreas cerebrais que controlam os movimentos dos olhos. A parte do ouvido interno que detecta movimento e posição (o labirinto) ajuda a controlar os movimentos dos olhos.

Existem duas formas de nistagmo

  • Nistagmo congénito que está presente ao nascimento.

  • Nistagmo adquirido que ocorre mais tarde na vida devido a doença ou lesão.

Causas comuns

NISTAGMO QUE ESTÁ PRESENTE NO NASCIMENTO (CONGÉNITO)

O nistagmo congénito geralmente é leve, não muda em termos de gravidade e não está associado com qualquer outro distúrbio.

As pessoas com esta condição não estão cientes dos movimentos oculares, mas as outras pessoas podem vê-los. Se os movimentos forem pronunciados, a acuidade visual (nitidez da visão) pode ser inferior a 20/20. A cirurgia pode melhorar a visão.

O nistagmo pode ser causado por doenças oculares congénitas. Embora isso seja raro, um oftalmologista deve avaliar qualquer criança com nistagmo para verificar se há doença ocular.

NISTAGMO ADQUIRIDO

A causa mais comum de nistagmo adquirido é o uso de certas drogas ou medicamentos. A fenitoína, um medicamento anti-convulsivo, o excesso de álcool ou os sedativos podem alterar o funcionamento do labirinto.

Outras causas incluem

  • Ferimento na cabeça devido a acidente com veículos automóveis.

  • Distúrbios do ouvido interno, como labirintite ou doença de Ménière.

  • Acidente vascular cerebral.

  • Deficiência de tiamina ou vitamina B12.

Qualquer doença do cérebro, tais como, esclerose múltipla ou tumores cerebrais, podem causar nistagmo se houver danos nas áreas que controlam o movimento dos olhos.

Cuidados em casa

Não existe nenhum tratamento para a maioria dos casos de nistagmo congénito. O tratamento para o nistagmo adquirido depende da causa. O nistagmo é incurável, excepto quando a causa se deve ao consumo de fenítoina ou a intoxicação alcoólica.

Consulte o seu médico se tiver sintomas de nistagmo ou se acha que poderá ter esta condição.

O que esperar na consulta

O médico irá elaborar uma anamnese (história clínica) e realizar um exame físico completo, com ênfase especial sobre o sistema nervoso e o ouvido interno. O médico pode pedir para usar um par de óculos que aumentam o tamanho dos olhos, como parte da avaliação.

Para examinar o nistagmo, o médico pode utilizar o seguinte procedimento:

  • A pessoa gira durante cerca de 30 segundos, pára e tenta olhar fixamente para um objecto.

  • Os olhos devem mover-se lentamente numa direcção e depois mover-se rapidamente na direcção oposta.

Se tiver nistagmo devido a uma doença, esses movimentos oculares dependem da causa.

As perguntas efectuadas para a história clínica podem incluir as seguintes áreas:

  • Quando é que notou pela primeira vez os movimentos?

  • Com que frequência é que ocorrem?

  • Já aconteceu antes?

  • Está a melhorar, a piorar ou permanece igual?

  • Há movimentos de lado a lado?

  • Há movimentos para cima e para baixo?

  • Quais os medicamentos que está a tomar?

  • Que outros sintomas estão presentes?

Alguns exames que podem ser realizados incluem

  • Tomografia computorizada da cabeça.

  • Eletro-oculografia: um método de medição eléctrica dos movimentos dos olhos utilizando eléctrodos minúsculos.

  • Ressonância magnética da cabeça.

  • Testes escritos onde se efectua o registo gravado dos movimentos oculares.

Não existe nenhum tratamento para a maioria dos casos de nistagmo congénito. O tratamento para o nistagmo adquirido depende da causa. Em alguns casos, o nistagmo é irreversível. Em casos devidos a medicamentos ou a infecção, o nistagmo geralmente desaparece após a causa melhorar.


::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!