Tratamento de gordura no fígado

Geralmente a medida mais eficaz para controlar a esteatose hepática é emagrecer, sendo que reduzir 7% do peso corporal já pode trazer bons resultados.

Os nutrientes colina e betaína parecem ajudar o fígado a exportar os triglicerídeos para a corrente sanguínea, evitando assim o acúmulo nas células do fígado, que é o início da esteatose. 

Fontes alimentares naturais de colina e betaína 

Quinoa, beterraba, Espinafre, farelo e gérmen de trigo, ovo e soja.

Evitar exagerar nas quantidades de carboidratos e preferir sempre os integrais.

Incluir boas fontes de fibras na alimentação é fundamental, uma vez que elas controlam a velocidade de absorção da glicose.

Fibras presentes em

Cereais, desde que integrais (trigo, aveia, quinoa, amaranto, arroz, etc.).

Legumes e verduras (principalmente nos folhosos como alface, rúcula, agrião, etc.).

Leguminosas (feijões, ervilhas, grão de bico, lentilhas, soja), na casca das frutas e em sementes como linhaça e chia.

Evitar bebidas alcoólicas em exagero. Quem já está com esteatose hepática deve eliminar o álcool da dieta.

Promover a gordura vegetal e não exagerar nas quantidades desse nutriente.

Actividade física com frequência, pois nossa maior fonte de energia são os triglicerídeos. Ao queimar os triglicerídeos, evita-se o acúmulo deles no corpo, logo, no fígado.


::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!