Caseína e lactose - diferenças

Hoje em dia, ouvimos cada vez mais as pessoas falarem que não podem consumir leite e derivados devido à lactose, mas será mesmo que é só a lactose? Dito assim, gera-se alguma confusão: intolerância à lactose e alergia à proteína do leite (caseína), são sintomas diferenciados! Estes dois elementos estão presentes no leite.

Intolerância à lactose

Lactose é o açúcar presente no leite. Precisamos da enzima lactase para quebrar esse açúcar. Com o envelhecimento natural, a produção de lactase vai diminuindo e consequentemente a lactose deixa de ser quebrada.

Quando isso ocorre, as bactérias fermentam essa lactose que não foi absorvida causando desconfortos gástricos, produzindo substâncias tóxicas para o organismo. Esses sintomas variam de pessoa para pessoa, sendo mais leves ou mais intensos dependendo do grau de intolerância. Certas pessoas sentem esses desconfortos há anos e, por habituação, acha-os normais! Se decidirem descartar o leite e seus derivados por apenas 3 dias consecutivos, vão perceber a diferença e entender que aquele sintoma de flatulência e/ou diarreia, afinal, não é tão normal assim!

Alergia à proteína do leite

A caseína é a proteína do leite e pode agredir exponencialmente o organismo. O sistema imunológico responde a esta proteína, tentando eliminá-la, gerando por consequência uma alergia. Além do desconforto gástrico, existem outros sintomas tais como: alteração na concentração, perdas de memória, grande produção de muco nos seios da face, ansiedade, entre outros.

Diferente da intolerância à lactose, a alergia à proteína do leite é mais difícil de ser diagnosticada, podendo aparecer os sintomas após 3 dias do consumo, o que leva a uma dificuldade acrescida de associação ao alimento causador!

Os dois geram um quadro inflamatório, estando essa inflamação associada à obesidade. Além de poderem levar a um quadro de disbiose, (desequilíbrio da flora bacteriana intestinal ou microbiota a qual, reduz a capacidade de absorção dos nutrientes e causa carência de vitaminas).

Produtos sem lactose

Nos produtos alimentícios sem lactose, a proteína do leite não deixa de existir. Por isso, mesmo algumas pessoas que trocam os produtos tradicionais pelos isentos de lactose ainda podem permanecer com os sintomas. Além disso, na verdade, a lactose dos produtos sem lactose não é retirada, apenas é adicionada lactase, a enzima que quebra o açúcar. Esses produtos normalmente contêm mais sódio.

Uma alimentação bem balanceada consegue suprir todos os nutrientes sem o leite e seus derivados, inclusive o cálcio.

::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!