Alimentos inflamatórios versus anti-inflamatórios

Inflamações ocorrem em todos os organismos, pois é um processo natural e necessário. A inflamação é essencial face à ocorrência de um ferimento ou para proteger contra alguma infecção, servindo de defesa para o nosso corpo. Durante o desenvolvimento do processo inflamatório, o sistema imunológico desencadeia várias mudanças metabólicas, celulares e hormonais que são responsáveis por enviar ao local lesado, anticorpos defensores de complicações. Porém, a situação agrava-se quando as inflamações passam a ocorrer de modo contínuo e desenfreado, gerando alterações e danos no equilíbrio celular.

Uma produção em larga escala de substâncias inflamatórias no organismo acaba com as defesas e favorece o aparecimento de diversas doenças como cancro, diabetes, doenças do coração, Alzheimer, alergias, artrite e obesidade.

Dentro dessas substâncias inflamatórias existem diversos alimentos que são considerados pro inflamatórios e devem ser evitados ou consumidos com moderação para não aumentar as inflamações, são eles:

  • Alimentos ricos em ómega 6 (óleos vegetais de soja, algodão, milho e girassol)

  • Cereais refinados (pão francês, massas, arroz branco, bolachas de água e sal ou maisena, fubá e bolo simples)

  • Enchidos (salsicha, linguiça e salame)

  • Leites e derivados integrais (queijos amarelos, requeijão, creme de leite e manteiga)

  • Batata branca

  • Trigo branco

  • Refrigerantes

  • Bebidas alcoólicas

  • Frituras

  • Produtos industrializados (devido aos corantes, conservantes, aromatizantes, espessantes e todas as outras substâncias químicas que possuem)

A boa notícia é que existem alimentos considerados anti- inflamatórios, os quais, agem fortalecendo nossas defesas e equilibrando nosso organismo, ou seja, aumentando a nossa imunidade, são eles:

  • Ómega 3 (encontrado em peixes de água fria como sardinha, atum, arenque, cavalinha e salmão e na semente de linhaça)

  • Legumes e verduras (principalmente alho cru, cebola, espinafre, tomate e pimentão vermelho)

  • Oleaginosas (castanhas, amêndoas e nozes)

  • Leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico e soja)

  • Chás de ervas (principalmente chá verde, dente-de-leão, urtiga e alecrim)

  • Ovo de preferência cozido 

  • Frutas da época (principalmente as frutas de coloração amarelo-alaranjadas e vermelhas, pois possuem antocianina)

  • Azeite de oliva extra virgem.

  • Gengibre

  • Cúrcuma

  • Crucíferas (brócolos, couve, couve-flor, nabo, rabanete e repolho)

  • Vitamina C (frutas cítricas e brócolos)

  • Tomate (fonte de licopeno)

  • Probióticos (bactérias que tem acção anti-inflamatória no intestino)

O processo inflamatório serve como barreira do organismo para micro-organismos nocivos não penetrarem nas mucosas e feridas e comprometerem a saúde. Os alimentos têm um papel fundamental nesse processo, pois ajudam a fortalecer o sistema imunológico e o equilíbrio de todas as funções básicas do organismo.

Alimentos anti inflamatórios para atletas

Alimentos com propriedades anti inflamatórias podem potencializar a recuperação das fibras musculares e evitar lesões, trazendo benefícios para a melhora do desempenho e para a saúde de quem pratica actividades físicas. O processo inflamatório local acontece com os microtraumas que ocorrem nas fibras musculares após exercícios físicos. Esses microtraumas são temporários, reversíveis e fazem parte das etapas de reparação do tecido. Introduzindo alimentos com poder anti-inflamatório é possível potencializar a recuperação dessas fibras e evitar lesões, trazendo benefícios para a melhora do desempenho e para a saúde de quem pratica desportos.

Regra geral, quanto mais um indivíduo mantém uma dieta rica em açúcares refinados, pobre em frutas, pobre em legumes e pobre em produtos integrais, alimentos processados maior será a estimulação do processo inflamatório.

Adicionar alimentos anti inflamatórios à dieta e reduzir o consumo de alimentos pró inflamatórios, promovem-se enormes benefícios, melhorando ou até inibindo inflamações em nosso organismo.


::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!