Alcalinidade versus acidez


Tendências e sintomas de excesso de acidez conduzem a:

  • problemas gástricos
  • obstipação ou diarreia
  • cândida
  • anseios por determinados alimentos
  • alergias
  • úlceras
  • suores frios
  • herpes
  • artrite
  • condições reumáticas
  • parasitas
  • insónia
  • dores de cabeça e enxaquecas
  • retenção de líquidos
  • infecções na vesícula
  • sensibilidade dentária
  • sensações de queimadura
  • hipertensão
  • stress
  • asma
  • doenças da pele de todo o tipo

é o campo ideal em doenças muito graves

Benefícios se controlar regularmente o seu pH:

Uma condição ácida, indica que se encaminha perigosamente para doenças ... ou, já lá estão.
Conhecendo o valor do pH, pode aferir a gravidade do seu estado e corrigi-lo.
Uma condição ácida, implica uma carência de minerais. Nesta condição é fundamental aumentar o consumo de vegetais verdes e, eventualmente, recorrer a suplementação adequada.
Existe risco de perda óssea quando o pH é excessivamente ácido. É altura de ajustar a sua dieta de modo a reconstruir ossos saudáveis.
O seu nível de energia aumenta consideravelmente, à medida que o Ph se aproxima dos valores da alcalinidade saudável.

O ideal seria manter um pH de 7,4 de forma a obter a máxima energia e prevenir doenças crónicas. Qualquer desvio de 7,4, quer para cima quer para baixo, implica perdas de energia, crises emocionais e um sistema imunitário diminuído.

Quando o organismo está demasiado acidificado como resultado da acidez originada pela alimentação, gordura elevada, múcus provocado pela alimentação e resíduos tóxicos alimentares, as doenças e as infecções proliferam.
Isto é especialmente notório nos casos de artrite e situações reumáticas. O corpo humano deve manter-se ligeiramente alcalino de modo a construir uma reserva alcalina para as condições que causam acidificação, tais como, stress, falta de exercício, ou hábitos alimentares deficientes.


::: As informações contidas nestas páginas são resultado de pesquisas bibliográficas desenvolvidos pelo autor. Contudo, não deverão ser usadas como diagnóstico, pois cada caso terá a sua especificidade. Consulte sempre um profissional de saúde. ::: www.facebook.com/alquimiadoeu.eu  :  miguel.laundes@gmail.com  :  © Miguel Laúndes, 2021
Desenvolvido por Webnode
Crie o seu site grátis!